Home » Títulos » Colecção Sociedade de Informação » Crónicas da Inforfobia
Crónicas da Inforfobia
Encomendar

Livro com 10% de desconto
Crónicas da Inforfobia
 
Autor: Carlos Eduardo de Medina Ribeiro
Nº Páginas: 160
ISBN: 972-8426-00-3
Dep. Legal: 115.046/97

(Preço público (papel): 8,98 Euros)
Preço com desconto (papel): 8,08 Euros
1ª Edição: Out/97
Colecção: Sociedade de informação
Introdução
Índice

Conteúdo Gratuito
em PDF


Patrocinadores:
Missão para a Sociedade da Informação
Introdução

Há alguns dias precisei de indicar uma profissão para a qual a informática não fosse necessária. E, se possível, uma cujos membros fossem manifestamente avessos às novas tecnologias.
Médicos?
Não. O meu médico já anda a fazer o mapa do meu colesterol em Excel! E foi a partir de um software diabólico (que arranjou não sei onde!) que me cortou o Whisky que eu tanto gostava de beber antes do jantar…


Quando os computadores falarem, a cena vai ser assim:

«Então isto é que são horas de chegar ao trabalho?! Vá, mete lá o dedo no identificador… OK! Confere! A chegar a esta hora, tinhas mesmo que ser tu… Pronto, podes começar a trabalhar!»

Ali estava eu, na Conferência, com o Tamagotchi no bolso, meio-escondido (por vergonha) e meio de fora (por necessidade de ver o que tinha que lhe fazer!)

No fundo, o Doutor até achava que a Internet tinha algum interesse, e a mulher já o apanhara por mais do que uma vez a espreitar o site da Sexilândia em casa dos cunhados…

— Você vai preparar um pequeno documento em Word… Está na altura do Natal, há muito tráfego de correspondência, e o nosso vírus vai passar no meio da barafunda! Você vai elaborar um texto de Boas-Festas devidamente virusado… Depois, vamos meter “no sapatinho” dos nossos concorrentes um desses “animaizinhos”…

— Está na altura de tratar da nossa Casa-da-Página na Inter-Rede…
Eram assim as ordens do Doutor Azambuja:
Directas, claras e sem admitir réplica!
Mas ninguém percebeu…
O que ele queria dizer era que estava na altura de a empresa ter uma Home-Page na Internet …

E - surpresa das surpresas! - mandou instalar no Gabinete um computador multimédia de último modelo, ligado à Internet!
— Ó Jeremias, venha cá ligar-me a televisão! E traga-me mas é um telecomando, que eu com esta porcaria do rato não me entendo! - era o Chefe a dar ordens, depois de (supremo esforço!) ter conseguido accionar o intercomunicador.
— Essa corja até faz umas coisas giras! - comentava ele, à medida que o jovem lhe ia mostrando as páginas da concorrência.


Índice

  • Evolução (do correio de 1297 a 1997)
  • Anedota do Burro e da Zebra
  • A Bagunça
  • Vivó (...)!
  • As 13 maneiras de aproveitar melhor o Telefax
  • Conversa (de) Responsável
  • S.M.S. ?! S.O.S.!!!
  • Segurança total
  • Qualquer dia...
  • Sinais Exteriores de Riqueza
  • A onda? Aonde?
  • A Corrida
  • A Arca de Noé
  • O Professor Aristóteles
  • A Cor dos Livros
  • Champalimaud
  • A Revolução Digital
  • «Isso Resta Saber!»
  • O catálogo
  • O General e o Arrumador
  • Igualdade
  • Benfica - Sporting
  • Estórias Exemplares
  • Boas impressões
  • A imagem
  • O Macho Latino
  • Letras - Ciências
  • O homem que adora museus
  • Férias digitais
  • O Tamagotchi
  • O Vírus do Doutor Azambuja
  • A Home-Page
  • Ficheiros Secretos
  • A Supra-Sumo-Técnica
  • O Programa
  • Haja Deus!!!
Copyright @ 2014, Centro Atlântico, Lda. Todos os direitos reservados. Prezamos a sua Privacidade.